Dani Andreotti, compositor e guitarrista paulistano,  começou a tocar aos 15 anos de idade então influênciado pela música de Jimi Hendrix e Stevie Ray Vaughan. Alguns anos mais tarde, tendo ouvido um disco de Miles Davis, conheceu o jazz e nele encontrou um universo de possibilidades musicais.


Dani apresenta um forte estilo discursivo em seu fraseado, influenciado por Chet Baker, Wes Montgomery e Pat Metheny. O groove e o funk vêm de influências como John Scofield, Grant Green e Robben Ford.

A espacialidade, uso de delays e efeitos aprendeu com Bill Frisell.


Com o UPTRIO gravou o CD entitulado "Uplifting", lançado em novembro de 2009 nos Estados Unidos pela gravadora Doodlin’ Records. Com 11 composições originais e texto do encarte escrito por Larry Goldings, ícone entre organistas do jazz na atualidade. A crítica especializada aprovou o álbum que recebeu 3 estrelas e meia e um ótimo review no respeitadíssimo site allmusic.com. O público brasileiro teve a oportunidade de conhecer o trabalho através de uma bem sucedida turnê que passou por diversas cidades pelo projeto "SESI Música 2010".

 

Mundo Próprio”, lançado em julho de 2013, é seu primeiro álbum solo. Composto por 11 temas autorais, passeia pelo Rock, Funk, Groove, Hip-Hop, tudo costurado por uma narrativa jazzística.  Algumas músicas foram inspiradas pela vida na cidade de São Paulo como "Neon" que remete às coloridas luzes da Rua Augusta e "Noite na Paulista" uma trilha sonora para quem atravessa a Avenida Paulista de carro no meio da madrugada.


Atualmente faz parte do quarteto "Cosmopolita", grupo que mistura funk, samba e jazz numa estética retrô, influenciado por nomes como Grant Green, The Meters, Milton Banana e Moacir Santos. 

O lançamento do primeiro CD da banda aconteceu em outubro de 2017.

Contato